Google+ Followers

Total de visualizações de página

quinta-feira, 5 de março de 2015

. . . e observando

--- Como todos sabem, escrevo sobre Serra Negra e basicamente para Serra Negra aqui neste meu blog, cidade em que nasci, fui criado e fiz meus estudos básicos, mas resido em São José dos Campos desde 1.973. Pois digo que nunca vi tantos pedintes pelas ruas como neste ano. Quase que um em cada esquina. Vou começar a fotografar para publicar aqui. Realmente é reflexo de que a crise está implantada e feia, graças a esse governo corrupto, mentiroso e explorador desta anta e sua "cumpanheirada" toda.

quarta-feira, 4 de março de 2015

. . . a lista da safadeza?

--- Ontem nos noticiosos da noite os repórteres disseram que já estavam com a lista dos nomes do Petrolão e aguçou a curiosidade de todos em ficar sabendo os nomes envolvidos. Eis:

Saiu o listão do Procurador – Políticos no Petrolão
Olhem se “Sua Excelência” a qual você votou está nele.
Propina das empreiteiras Mendes Junior e GDK na Operação Lava Jato.
Ministro da Integração, Gilberto Occhi
Presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB)
Senador, Humberto Costa (PT)
Deputado Eduardo da Fonte (PP)
Conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios e ex- ministro das Cidades, Mário Negromonte e
Adarico Negromonte Filho (irmãos), Envio de dinheiro do doleiro Yousseff
Governador da Bahia e presidenciável em 2018, Jaques Wagner
Propina da construtora Queiroz Galvão /Tubovias na refinaria Abreu e Lima
Senador, Ciro Nogueira (PP)
Propina em contratos das obras da refinaria Abreu e Lima pagas pelas empreiteiras Queiroz Galvão, Odebrecht e OAS
Ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB)
Ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra
Deputado Eduardo da Fonte (PP-PE)
Chefes de esquema:
chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante
ex-ministro, Antonio Palocci (PT)
ex-ministro, José dirceu (PT)
ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva
Presidente Dilma Rousseff
Senador, Renan Calheiros (PMDB-AL),
Presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN),
Ministro de Minas e Energia, Edson Lobão,
ex-ministro, Gleisi Hoffmann (Casa Civil)
ex- ministro, Mário Negromonte (Cidades).
PT
Antonio Palocci - ex-ministro dos governos Lula e Dilma
Gleisi Hoffmann - senadora (PR) e ex-ministra da Casa Civil
Lindbergh Farias - senador (RJ)
Tião Viana - governador reeleito do Acre
Delcídio Amaral - senador (MS)
Cândido Vaccarezza - deputado federal (SP)
Vander Loubet - deputado federal (MS)
PMDB
Renan Calheiros - presidente do Senado (AL)
Edison Lobão - ministro de Minas e Energia
Henrique Eduardo Alves - presidente da Câmara (RN)
Sérgio Cabral - ex-governador do Rio de Janeiro
Roseana Sarney - ex-governadora do Maranhão
Valdir Raupp - senador (RO) e 1º vice-presidente do partido
Romero Jucá - senador (RR)
Alexandre José dos Santos - deputado federal (RJ)
PP
Ciro Nogueira - senador (PI)
João Pizzolatti - deputado federal (SC)
Nelson Meurer - deputado federal (PR)
Simão Sessim - deputado federal (RJ)
José Otávio Germano - deputado federal (RS)
Benedito de Lira - senador (AL)
Luiz Fernando Faria - deputado federal (MG)
Pedro Corrêa - ex-deputado federal (PE)
Aline Lemos de Oliveira - deputada federal (SP)
FONTES:    

. . . o Corpo Humano e o Brasil





     










     










--- De maneira figurada podemos sim fazer uma comparação entre o Corpo Humano e o Brasil (País) na atualidade, pois há uma semelhança comparativa. Senão vejamos:
* O Corpo Humano como um todo é o País também como um todo enquanto Nação.
* O Corpo Humano é composto por partes (cabeça, tronco e membros) e o País idem (regiões).

* As partes do Corpo são compostas por Sistemas e o País por Estados.
* Todos os Sistemas compostos por células. Os Estados por Municípios.

--- Do Macro chegamos ao Micro. E é aí no mundo microscópico que começa tudo também em termos de saúde ou doença no mundo macroscópico. 
* Se as Células vão bem, os Sistemas vão bem e o Todo vai bem, fica saudável para o trabalho. 
* Se os Municípios vão bem, os Estados vão bem (aumenta a arrecadação) e o País vai bem, fica saudável e prospera. 

* Se as células começam a ficar doentes, o reflexo, as consequências, chegam aos Sistemas e atingem o Corpo.
* Se os municípios começam a ir mal (sem progresso), chegam aos Estados e consequentemente contaminam o  País. 

* Se o mal que ataca a Célula cresce, ela a Célula, se reproduz desordenadamente (sem controle) criando outras células malignas, surge o tumor, cria-se o caos celular e começa o temido câncer, que, se não combatido e extirpado a tempo, pode criar metástases atingindo os Sistemas e prejudicando o Corpo.
* Se o mal que ataca o Município cresce, ele, o mal, se reproduz desordenadamente (sem controle onde muitos mandam e desmandam), cria-se o caos administrativo e se não for combatido e eliminado a tempo, pode criar dependentes prejudicando o todo, no caso o Município.

CONCLUSÃO: As limpezas do Corpo Humano e do Brasil têm que começar na base, na Célula (no Município), no Sistema (no Estado), para salvar o Todo (o País = o Brasil).

PRA  BOM  ENTENDEDOR  MEIA  PALAVRA  BASTA!!!

. . . a Professora-Vereadora sob investigação

--- Na última segunda-feira o blog do Pancho Villa soltou a notícia abaixo. O interessante foi que, coincidência ou não, tal atitude do MP veio ao encontro das reclamações e denúncias de leitores(as) nos tópicos relativos ao atual estado da merenda escolar nas escolas da rede municipal.

segunda-feira, 2 de março de 2015


RITA DA EDUCAÇÃO SERÁ INVESTIGADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO


O Ministério Público de Serra Negra abriu Inquérito Civil para apurar possível irregularidade na acumulação do cargo de funcionária pública (professora) com o mandato eletivo da Vereadora RITA DA EDUCAÇÃO (DEM), uma vez que desde que foi empossada no cargo de vereadora, deixou de desempenhar as funções no magistério, passando a exercer funções administrativas e/ou burocratas perante a Secretaria de Educação. Segundo consta, por ocasião do início de cada ano letivo, a mencionada funcionária pública exerce seu direito de escolha das salas de aula, para posteriormente afastar-se das atividades relativas ao magistério (lecionar em sala de aula), passando a exercer funções administrativas reservadas a funcionários investidos de cargo em comissão. Assim, além da questão relativa à acumulação de cargos públicos, o seu afastamento do cargo de professora gera despesa à municipalidade, que fica obrigada a contratar outro profissional para substitui-la. Desta forma, com o objetivo de averiguar a legalidade da acumulação dos cargos públicos, o Promotor de Justiça instaurou o competente procedimento investigatório.

terça-feira, 3 de março de 2015

. . . que em RP aconteceu, em SN quase...

---Acabou de acabar o Jornal da Band com a notícia do tapa na cara que um vereador de Ribeirão Preto deu em um munícipe no plenário da Câmara, que não reagiu e ainda não havia decidido se daria queixa do vereador... O excelente e premiado âncora do telejornal Ricardo Boechat encerrou o jornal dizendo: "Se o cidadão que leva um tapa na cara de um vereador não reage e não presta queixa, no mínimo mereceu". 

. . . e dando o que falar

--- A merenda escolar atual na rede pública municipal de SN, depois de ser tão combatida, criticada e condenada pela atual Administração em relação ao mesmo assunto na Administração do prefeito anterior, está dando o que falar, pois o respectivo tópico aí atrás já está com 21 comentários até o presente momento e deve passar dos 30... 


Estão pagando a língua... e tendo que engolir sapo.

segunda-feira, 2 de março de 2015

. . . a sessão de hoje

--- Hoje é dia de sessão, mas como já disse semana passada não estarei aqui relatando passo-a-passo o andamento da mesma devido as falhas que voltaram a acontecer agora na presidência do Danilo. Até parece que é de propósito. Estarei sim acompanhando à distância mas sem aquela quase obrigação de relatar tudo. Assim, mesmo que a transmissão falhe, isso não me frustrará mais. Poderei sim dar alguns pitacos a qualquer momento, sem compromisso. Hoje por exemplo é a re-estreia do Bertevello por 90 dias no lugar do André no grupo oposicionista. Eu e todos ficaremos de olho nele, ou melhor, na conduta dele, que sempre foi oposição, inclusive nas campanhas anteriores das quais participou e dependendo de sua postura e comportamento veremos se caiu ou não no canto da sereia como andam dizendo por aí.

* Por falar em canto da sereia e oposição, desde aquela entrevista no carnaval com o vice-prefeito Felipe do Tó, sempre ferrenho defensor do grupo situacionista, que senti  nele um certo desapontamento com seu grupo, um certo desgosto e, segundo aquele passarinho que pousa no meu ombro, está prestes a também levar a sua rasteira, pois frequentemente está sendo deixado de lado nos últimos eventos nos quais está presente. Por falta de advertência é que não foi... Pula fora enquanto é tempo Felipe. Saia por cima!

* Será que o Danilo teve peito pra cancelar a transmissão para não apresentar uma transmissão inadequada? Quase 20 h e nem Chrome e nem Explorer estão com a transmissão no ar...

* Realmente não está havendo transmissão ao vivo e a desculpa recai em cima da internet. O recinto está com muitos munícipes talvez por causa da posse do Bertevello que é uma figura popular, que em seu discurso usou aquela velha e surrada frase de que ele não é nem situação e nem oposição e sim Serra Negra. Seria mesmo o ideal. Todos falam sempre a mesma coisa. Conta outra, me engana que eu gosto. Pois sim. Veremos ainda dentro das sessões deste mês como vai se portar...

. . . e destacando em tópico

--- O final de um comentário anônimo e sua continuação com um comentário meu no tópico " . . . que cai a última crítica ao prefeito anterior" :

O mais triste pra mim é saber que ano que vem a população vai esquecer de tudo isso, os mesmos ditadores ficarão "bons" por 3 meses prometendo com calúnias mundos e fundos, fazendo barganhas de empregos por cargos públicos e a mesma população (que hj reclama e acha absurdo) que nem marionetes e cabrestos votarão na mesma turma, a mais triste visão do futuro. 

Cada cidade tem o governante que merece e lhe representa.

2 de março de 2015 15:02
 Excluir
Blogger Lauro disse...
--- Tô falando isso faz tempo e bem antes das últimas eleições. Ano que vem lá vem a mesma xaropada de sempre: bonecões ridículos com candidatos mais ridículos ainda e seus familiares e corriola paga descendo a Coronel de loja em loja apertando as mãos de todo mundo, muitos abraços e fala mansa, todos muito alegres e simpáticos. É aquela falsidade, sem contar o canto da sereia. Repeteco... e o eleitorado cai outra vez perante asfaltamentos de última hora, comícios inflamados e promessas mentirosas.
2 de março de 2015 15:16
 Excluir

. . . um alto índice de rejeição

--- Hoje, nesta altura dos acontecimentos, acho que se fizessem uma pesquisa séria e honesta (não essas encomendadas) no país, no estado e no município (SN), o índice de rejeição estaria muito alto nos três níveis: Federal (Dilma) , Estadual (Alckmin)  e  Municipal (Bimbo). Destes três, eu particularmente acho que tal pesquisa mostraria todos com alto índice de rejeição (em percentual), porém na seguinte ordem decrescente:
                 DILMA   -   BIMBO   -   ALCKMIN

. . . a presidANTA

video
--- Eu particularmente estou com nojo, asco, repugnância, repulsa, alergia dessa mulher. Não consigo mais nem ver sua cara e nem ouvir sua voz.

. . . imunidade parlamentar para vereador também?


Quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015
STF garante imunidade de vereador no exercício do mandato
“Nos limites da circunscrição do município e havendo pertinência com o exercício do mandato, garante-se a imunidade do vereador”. Esta tese foi assentada pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), na sessão desta quarta-feira (25), ao dar provimento ao Recurso Extraordinário (RE) 600063, com repercussão geral reconhecida. Os ministros entenderam que, ainda que ofensivas, as palavras proferidas por vereador no exercício do mandato, dentro da circunscrição do município, estão garantidas pela imunidade parlamentar conferida pela Constituição Federal, que assegura ao próprio Poder Legislativo a aplicação de sanções por eventuais abusos.
O RE foi interposto por um vereador de Tremembé (SP) contra acórdão do Tribunal de Justiça local (TJ-SP) no qual, em julgamento de apelação, entendeu que as críticas feitas por ele a outro vereador não estariam protegidas pela imunidade parlamentar, pois ofenderam a honra de outrem. Segundo o acórdão, as críticas não se circunscreveram à atividade parlamentar, ultrapassando “os limites do bom senso” e apresentando “deplorável abusividade”.
A maioria seguiu o entendimento do ministro Luís Roberto Barroso, que abriu a divergência em relação ao voto do relator, ministro Marco Aurélio. O ministro Barroso explicou que, embora considere lamentável o debate público em que um dos interlocutores busca desqualificar moralmente o adversário, ao examinar o caso em análise, verificou que as ofensas ocorreram durante sessão da Câmara Municipal e foram proferidas após o recorrente ter tomado conhecimento de uma representação junto ao Ministério Público contra o então prefeito municipal e solicitado que a representação fosse lida na Câmara.
O ministro destacou que, ainda que a reação do vereador tenha sido imprópria tanto no tom quanto no vocabulário, ela ocorreu no exercício do mandato como reação jurídico-política a uma questão municipal – a representação apresentada contra o prefeito, o que a enquadraria na garantia prevista no artigo 29 da Constituição. “Sem endossar o conteúdo, e lamentando que o debate público muitas vezes descambe para essa desqualificação pessoal, estou convencido que aqui se aplica a imunidade material que a Constituição garante aos vereadores”, argumentou o ministro Barroso.
Ao acompanhar a divergência, o ministro Celso de Mello lembrou que o abuso pode ser objeto de outro tipo de sanção no âmbito da própria casa legislativa, que pode submeter seus membros a diversos graus de punições, culminando com a cassação por falta de decoro.
A ministra Rosa Weber observou que o quadro fático apresentado pelo acórdão do TJ-SP emite juízo de valor sobre o abuso que teria ocorrido na fala do vereador. Segundo ela, a imposição de uma valoração específica a cada manifestação de membro do Legislativo municipal retiraria a força da garantia constitucional da imunidade.
Ficou vencido o relator, ministro Marco Aurélio, que votou no sentido de negar provimento do RE, pois entendeu que as críticas não se circunscreveram ao exercício do mandato.
A decisão tomada no RE 600063 terá impacto em, pelo menos, 29 processos sobrestados em outras instâncias.

domingo, 1 de março de 2015

. . . e dando satisfação

--- Sobre aquela denúncia encaminhada para o grupo da oposição, que encaminhou para advogado investigar. Acabo de conversar com ele por telefone que me pediu mais uma semana para terminar documentalmente sua averiguação. Adiantou apenas que a denúncia tem procedência. Vamos aguardar mais um pouco para que os leitores do blog possam saber do que se trata, já que a própria pessoa que fez a denúncia solicitou que nada fosse divulgado antes da respectiva averiguação dos fatos.

. . . que cai a última crítica ao prefeito anterior

--- Sempre foi essa a grande falha da administração anterior segundo comentários inclusive aqui no blog. Denúncia seríssima de uma mãe e atendendo ao seu pedido aqui está em tópico. ERA  SÓ  ESSA  QUE  FALTAVA :

"Lauro, peço aos senhores vereadores que façam uma visita amanhã nas escolas municipais e perguntem para as escolas estaduais que a tal falada merenda escolar está faltando em todas elas.
ESTÁ FALTANDO COMIDA NAS ESCOLAS DE SERRA NEGRA!!!!!! SE PUDER COLOCAR COMO TÓPICO AGRADEÇO POIS SOU MÃE E QUERO SABER!!!!! PREFEITOS, SECRETARIA DA EDUCAÇÃO, DIRETORAS, CADÊ A COMIDA QUE ESTAVA AQUI?????? VERGONHA!!!!!!  FALAVAM TANTO DA OUTRA ADMINISTRAÇÃO E FAZ 1 MÊS QUE AS AULAS COMEÇARAM E A MERENDA ESTÁ HORRÍVEL!!!!     O POVO PRECISA SABER !!!!!"

sábado, 28 de fevereiro de 2015

. . . a última do polêmico edil

--- Todo 1º domingo do mês acontecerá isso em bairros diferentes da cidade no mesmo horário. O vereador entra com o caminhão e o som e o bar anfitrião entra com os lanches para os violeiros e vendem rifas e bebidas. Questionado pelo blog  se isso não poderá se caracterizar como propaganda antecipada, ele garantiu que não.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

. . . que veio por e-mail


--- Em face dos vários comentários surgidos aqui  no blog e por conseguinte também na cidade, o Ver. Roberto enviou a seguinte explicação e esclarecimento sobre a ausência dele e do Ver. Marquezini na hora da votação da subvenção para a "Associação Amigo Bicho", aliás, explicação que até eu cobrei num dos comentários, uma vez que a péssima transmissão ao vivo falhou exatamente nesta hora. Eis :


"Boa tarde!

O que aconteceu na sessão do dia 23 de fevereiro, foi que havia na 'Ordem do Dia' 3 projetos a serem votados, sendo eles:


1º Apreciação a dois vetos do Prefeito: 

2º Subvenção a Associação Amigo Bicho, e
3º Licença do Ver. André.

O 1º item, consistia na derrubada ou não dos vetos do Sr. Prefeito às emendas feitas no orçamento, a saber:
- A proibição da retirada de verbas constantes no orçamento das Secretarias de Agricultura, Meio Ambiente, Esportes e Lazer, e da Diretoria de Cultura para serem alocadas em outra Secretaria de minha autoria Ver. Roberto
- Repasse de 10% ao FUNTUR, conforme determinação legal de minha autoria Ver. Roberto e do Ver. Ricardo.
Como vocês bem sabem, hoje a Câmara Municipal é composta de 11 vereadores, sendo 5 vereadores da situação os quais apoiam o Sr. Prefeito e 6 vereadores da oposição.
Para a derrubada do veto é necessário que tenha maioria absoluta dos votos, ou seja, 6 votos contra o veto do prefeito.
Entendendo que as emendas eram importantes, e por estarmos com apenas 5 vereadores que apoiavam as emendas vetadas, Ver. André havia apresentado pedido de licença, optamos pela obstrução, uma medida contida no regimento interno, portanto legal (artigo 189 do RI).
Antes de iniciar a discussão sobre os vetos, pedimos a inversão da pauta e o Sr. Presidente entendeu que não era pertinente, que se tratava de uma manobra política e não aceitou, invocando o RI pela preferência dos vetos na votação, ou seja, se ocorreu uma manobra política esta foi feita pelo Sr. Presidente ao incluir a votação dos vetos na 'Ordem do Dia', quando sabia de antemão que não haveria qualquer possibilidade da derrubada do veto.
Desta feita, por não concordar com o posicionamento do Sr. Presidente, a obstrução era o caminho legal para que não ocorresse a votação de mais nada naquela sessão.
Ver. Marquezini e eu, Ver. Roberto, saímos da sessão, apenas retornando no último projeto o qual foi aprovado por unanimidade.
Quanto a votação do canil, esta foi aprovada por 4x3, sem os votos do Ver. Marquezini e meu Ver. Roberto, já que na votação deste projeto, não houve discussão e foi votada rapidamente, não havendo tempo para retornarmos, eis que estávamos explicando aos munícipes que estavam no plenário o que estava acontecendo, somente isso.
Espero ter sido claro, caso não entendido é só acompanhar o vídeo da sessão no site da Câmara Municipal.

Ver. Roberto".